MASTOLOGIA
 
Mastologia é a especialidade médica que estuda as doenças da mama, como dor mamária, nódulos, cistos, fluxo papilar, alterações do mamilo e o câncer de mama. Esta especialidade vem evoluindo muito nos últimos anos em função do melhor conhecimento sobre as doenças mamárias benignas e as alterações que podem levar ao câncer de mama. A grande importância de consultar um especialista reside na possibilidade da detecção precoce do câncer, o que permite maior probabilidade de cura. Quanto mais cedo o diagnóstico for realizado, maiores são as chances de tratamentos mais modernos e menos agressivos.
 
Dúvidas frequentes
 
O que é câncer de mama?
 
O câncer de mama é uma alteração genética das células da mama, que passam a crescer indefinitivamente e adquirem a capacidade de invadir outros órgãos. É o tipo de câncer mais comum entre as mulheres, e se diagnosticado e tratado precocemente, as chances de cura são altas.
 
O que causa o câncer de mama?
 
Ainda não existe um conhecimento pleno de todas as causas do câncer de mama e por isso, a principal estratégia de tratamento desta doença é o diagnóstico precoce. Alguns fatores de risco estão envolvidos com maior probabilidade do desenvolvimento desse tipo de câncer, como por exemplo: idade acima de 40 anos, primeira gravidez tardia, primeira menstruação precoce, menopausa tardia, antecedente familiar de câncer de mama, obesidade, alcoolismo, uso prolongado de terapia de reposição hormonal, realização de radioterapia do tórax.
 
Como se detecta o câncer de mama?
 
O melhor método para se diagnosticar precocemente o câncer de mama é a mamografia. Por meio dela, podemos identificar a doença mais cedo, antes mesmo de existir um nódulo ou tumor na mama. Em alguns casos o mastologista pode solicitar outros exames, como a ultrassonografia e a ressonância magnética de mamas, principalmente em pacientes jovens.
 
Qual é a idade em que a mulher deve fazer o exame de mamografia?
 
A primeira mamografia deve ser realizada aos 40 anos e a partir desta idade repetida anualmente. As mulheres que estiverem dentro de um grupo de risco ou com histórico familiar, devem ter o exame indicado pelo médico em idade anterior aos 40 anos.
 
Quais são os sintomas de câncer de mama?
Os sintomas costumam aparecer tardiamente, sendo sinais de alerta: nódulos ou tumores das mamas, saliências que ocorrem nas mamas ou axilas, alterações do tamanho e formato das mamas, retrações na pele e nos mamilos, secreções papilares espontâneas, vermelhidão de toda mama. É importante ressaltar que, embora esses sintomas sejam considerados sinais de alerta, eles não são necessariamente indicadores da existência do câncer.
 
Dor nas mamas é sinal de câncer?
Embora a dor seja o sintoma mais frequente que acomete as mamas, ela raramente está relacionada ao câncer. Consulte o mastologista para esclarecimento e exame das mamas, além de orientações e medicações que podem combater este sintoma.
 
Como é feita a confirmação do diagnóstico de câncer de mama?
A certeza diagnóstica será obtida por meio da biópsia das alterações vistas à mamografia, ultrassonografia ou ressonância magnética. Esta biópsia pode ser feita atráves da retirada de pequeno fragmento da lesão, utilizando-se anestésico local.


O câncer de mama pode ser prevenido?
Não há como fazer a prevenção primária do câncer de mama, que significa evitar que ele apareça. O que se pode fazer é o diagnóstico precoce da doença, que possibilita o aumento das chances de cura.
 
O câncer de mama tem cura?
Sim. As chances de cura do câncer de mama podem chegar a 100% dos casos detectados na fase inicial. Quanto mais cedo ele for diagnosticado, melhores serão os resultados.
 
Ref. Bibliográfica
http://www.ibcc.com.br
Sociedade Brasileira de Mastologia


 
Compartilhe: