A Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial, conhecida como MAPA, é composta por um monitor leve e pequeno - colocado na cintura - que é conectado por um tubo plástico fino a uma braçadeira colocada no braço não dominante (exceto se houver alguma contraindicação) e realiza a medição automática da pressão arterial.

As medidas da pressão arterial são realizadas a cada 20 minutos durante o dia e a cada 30 minutos no período da noite, sendo semelhante ao procedimento realizado em consultas médicas. Os dados são armazenados em um dispositivo e após as 24 horas, o paciente retorna para retirada do equipamento. O monitor é conectado ao computador e um software específico mapeia um gráfico das pressões registradas nas últimas 24h.

Como funciona
O exame monitora a média das pressões durante o período em que paciente fica acordado e também durante o sono. Avalia se há alguma elevação da pressão arterial durante a colocação do aparelho no consultório - síndrome conhecida como "hipertensão do jaleco ou avental branco"- ou eventualmente ao contrário, quando ocorre a queda da pressão arterial.

Sintomas, picos de pressão ou quedas da pressão arterial também poderão ser avaliados. Será fornecido ao paciente um impresso chamado “diário de atividades” onde devem ser anotados os dados da rotina do dia-a-dia (almoço, janta, cochilo, atividade física), assim como eventuais sintomas e atividades ou eventos importantes.

Para que serve
O cardiologista solicita o exame quando existe suspeita de hipertensão arterial do avental branco (pressão arterial elevada apenas no consultório), suspeita de normotensão do avental branco (pressão arterial normal no consultório e elevada fora), avaliação do tratamento antihipertensivo e para avaliação de sintomas, principalmente os de pressão arterial baixa, conhecido como hipotensão.

Indicações:
• Suspeita de hipertensão do avental branco - condição na qual o paciente apresenta pressão acima do normal no consultório médico e pressão normal fora dele; quando o médico suspeita desta condição o exame pode estabelecer o diagnóstico correto.
• Avaliação da eficácia do tratamento da hipertensão nas 24 horas, tanto no sono quanto na vigília.
• Avaliação de sintomas, principalmente os relacionados à hipotensão (pressão baixa).

Contraindicações
A maioria das pessoas pode fazer a MAPA. Não conseguirão realizar o exame de forma satisfatória pessoas que apresentam o braço em forma de cone (situação em que a braçadeira não fica bem adaptada no braço), com distúrbios do movimento, como a doença de Parkinson (não conseguem manter o braço parado na hora da medida da PA), ou ainda, aquelas com certas arritmias cardíacas como a fibrilação atrial (o dispositivo da cintura não consegue obter o registro da PA).

Preparo
• Tomar banho antes do exame, pois não é recomendada a retirada do aparelho durante o exame.
• Trazer um cinto de sua preferência para colocação do monitor na cintura.
• Trazer a lista de medicamentos em uso com dose e horários preconizados.
• Seguir a orientação do seu médico sobre a utilização das medicações de uso crônico e sobre a prática de exercícios físicos nas 24 horas que antecedem o exame.

Complicações
É um exame seguro e praticamente livre de complicações. Queixas mais freqüentes como desconforto no braço, geralmente tolerável, e dificuldade para dormir, costumam ser as mais comuns. Inchaço no membro superior, problemas circulatórios e reações alérgicas à braçadeira são complicações raras, mas que eventualmente podem ocorrer.
Compartilhe: