Suplementação de ácido fólico na gestação

08/09/2014 O ácido fólico, também conhecido como vitamina B9, é importante na prevenção das malformações do tubo neural, estrutura que dará origem ao sistema nervoso central do feto. As malformações mais comuns são a espinha bífida (exposição dos nervos da medula espinhal) e a anencefalia, que acometem, no Brasil, aproximadamente, um em cada 1000 nascidos vivos.

Estima-se que a suplementação adequada proporcione redução de 75% da ocorrência de defeitos de fechamento do tubo neural.

Sua forma natural, o folato, pode ser encontrada em vegetais de folhas verdes escuras, frutas cítricas, tomate, gema de ovo e fígado, porém é mal absorvida pelo organismo. Por esse motivo, a forma sintética (ácido fólico) é a alternativa mais eficaz e prática para a mulher.

A Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO) recomenda a suplementação diária de ácido fólico sintético numa dose de 400 microgramas, iniciada pelo menos 30 dias antes da concepção e mantida durante os primeiros três meses (12 semanas) de gestação.  

A gravidez é uma das fases mais importantes e especiais da vida da mulher. Um bom planejamento e início precoce do acompanhamento obstétrico são muito importantes para o bom desenvolvimento da gestação.
Compartilhe: